Wikileaks pára de publicar documentos e vai recolher fundos

O bloqueio das empresas que dominam as transferências de dinheiro na internet já tirou 95% dos contributos enviados por apoiantes do trabalho da organização de Julian Assange. A hora é de “garantir a nossa sobrevivência financeira”, diz a Wikileaks. 


Julian Assange lança recolha de fundos para enfrentar o bloqueio da finança norte-americana que domina as transferências de dinheiro online.

“Fomos forçados a temporariamente parar de publicar documentos enquanto garantimos a nossa sobrevivência financeira. Não podemos permitir que corporações financeiras americanas decidam como todo o mundo deve usar seu dinheiro para votar através de doações”, diz uma nota publicada este domingo no site da Wikileaks.

“A Censura, como tudo o resto no Ocidente, foi privatizada”, diz a organização para explicar porque está hoje sob “um ataque inteiramente político”. “Como resultado da exposição das embaixadas norte-americanas de todo o mundo, cinco das principais instituições financeiras, VISA, Mastercard, Paypal, Western Union e Bank of America, tentaram estrangular financeiramente a Wikileaks”.

Segundo a organização que nos últimos anos denunciou alguns dos podres do sistema político-militar do planeta, como crimes de guerra no Iraque, atentados ao ambiente em África e corrupção generalizada nos países árabes, o ataque da finança norte-americana bloqueou 95% dos donativos, levando a Wikileaks a perder dezenas de milhões de dólares.

“As nossas batalhas são caras. E nós precisamos do seu apoio para vencer essa guerra”, apela a Wikileaks, que diz que os donativos servem “para pagar a nossa luta contra estes e outros tipos de censura, para os projectos, a equipa, os servidores e a infraestrutura de protecção da Wikileaks”.

“Dependemos inteiramente do apoio financeiro do público em geral”, conclui a Wikileaks, que encontrou várias alternativas para que os donativos possam chegar ao destino, fora do circuito dos barões das transferências online.

Anúncios
Esse post foi publicado em Filosofia do Direito: Temas da filosofia de Bobbio. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s