Cidade chinesa enjaula mendigos na rua

da Folha de S. Paulo

A Prefeitura de Xinjian (leste da China) está sob intensa crítica da opinião pública após enjaular dezenas de mendigos no mesmo lugar durante um festival religioso.

As fotos, tiradas no último dia 15, mostram mendigos atrás das grades e sentados lado a lado. As imagens foram feitas por visitantes e postadas em microblogs, atraindo uma enxurrada de comentários negativos.

“É como um zoológico”, comparou um blogueiro. “Isso é intolerável. Mendigos são seres humanos também”, escreveu outro.

DOIS LADOS

“Tivemos de considerar ambos os lados: o dos peregrinos e o dos mendigos”, disse o chefe do escritório de assuntos civis da Prefeitura de Xinjian à rede americana NBC, identificado apenas como Wan.

“Há alguns mendigos falsos que apenas querem arrancar dinheiro dos peregrinos. Vimos que os peregrinos eram assediados por esses mendigos no passado”, afirmou o funcionário.

Ele disse ainda que, “por outro lado, a feira do templo [de Wanshou] é tão lotada que os mendigos poderiam ser atingidos por carros ou pisoteados pela multidão”.

As autoridades afirmaram ainda que os mendigos entraram nas jaulas voluntariamente e que receberam água, comida e proteção do sol.

Mas as explicações não aplacaram as críticas nos microblogs: “O governo sempre apregoa que a China tem a melhor marca em direitos humanos. Antes, eu não acreditava nisso, mas hoje estou convencido”, ironizou um blogueiro, em comentário reproduzido pela NBC.

O templo Xanshou fica na montanha Xishan e foi construído há cerca de 1.700 anos. Realizado anualmente, o festival atraiu cerca de 200 mil pessoas, de acordo com números oficiais.

VIGILÂNCIA VIRTUAL

As mobilizações na internet têm se provado uma dor de cabeça para autoridades locais. O weibo, sistema de microblogs chinês, é uma forma de expressão razoavelmente livre em um país que controla a comunicação com mão de ferro.

Em outro episódio que ilustra a força desse meio, o agente de segurança Yang Dacai foi demitido ontem, depois que fotos suas sorrindo no local de um grave acidente provocaram ira dos internautas.

O choque entre um ônibus e um caminhão-tanque ocorreu no dia 26 de agosto, na Província de Shaanxi (centro) e matou 36 pessoas.

“Meu coração estava pesado quando cheguei ao local. Funcionários mais novos pareciam nervosos quando estavam me informando sobre a situação”, disse Yang.

Depois de afirmar que estava “tentando fazê-los relaxar um pouco”, ele disse: “Talvez, num momento de distração, eu tenha relaxado demais”. (FABIANO MAISONNAVE)


Anúncios
Esse post foi publicado em Filosofia do Direito: Temas da filosofia de Bobbio. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s