Brasil e Congo assinam acordo de cooperação para reduzir desmatamento

Projetos no país africano devem ser financiados pela Fundação Amazônia

por Opera Mundi

O secretário executivo do Ministério do Meio Ambiente, Francisco Gaetani, e o ministro do Meio Ambiente, Conservação da Natureza e Turismo da República Democrática do Congo, Bavon N’sa Mputu Elima, assinaram nesta sexta-feira (17/09) memorando de entendimento sobre cooperação na área de meio ambiente e uso sustentável das florestas.

O acordo visa à cooperação técnica e à transferência de tecnologia nas áreas de monitoramento de desmatamento, por meio de imagens de satélite, capacitação de pessoal, práticas de manejo sustentável na floresta e preservação da biodiversidade. Os projetos no Congo serão financiados pelo Fundo Amazônia.

“Os projetos que estamos discutindo envolvem a cooperação, notadamente do ponto de vista de mudança climática, da preservação da biodiversidade e do manejo florestal”, disse Gaetani. “O Brasil tem compromisso com a agenda ambiental global, para além de suas fronteiras. O Congo é um país estratégico para o Brasil, e precisamos nos aproximar para atuar em conjunto nos fóruns globais de negociação”.

O secretário de Mudanças Climáticas e Qualidade Ambiental do ministério, Carlos Klink, destacou que Brasil e Congo têm as maiores florestas tropicais do mundo, e precisam enfrentar a questão do desmatamento. “As florestas representam uma grande parte da solução da mudança do clima. O Brasil tem mostrado que é possível promover desenvolvimento econômico forte com redução do desmatamento”, disse Klink.

Segundo o ministro congolês, Brasil e Congo partilham as mesmas posições nas negociações internacionais. “Nossos países reconhecem a importância de uma cooperação que visa a promover o engajamento internacional nas questões do meio ambiente, e do desenvolvimento sustentável, em particular aqueles ligados à redução das emissões, por causa do desmatamento, e ao fortalecimento dos estoques de carbono nas florestas”, disse Elima.

Anúncios
Esse post foi publicado em Direitos Humanos: Direito ao Desenvolvimento Sustentável. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s